quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Algum dia

Ninguém nunca te disse como ser tão imperfeito
Você tem tão pouca chance de alcançar o seu destino
É fácil fazer parte de um mundo tão pequeno
Onde amigos invisíveis nunca ligam outra vez
Talvez até porque ninguém ligue pra você

Se você quer que eu feche os olhos
Pra alguém que foi viver algum dia lá fora
E nesse dia se o mundo acabar
Não vou ligar pra aquilo que eu não fiz

Faz muito pouco tempo
Aprendi a aceitar
Quem é dono da verdade não é dono de ninguém
Só não se esqueça que atrás do veneno das palavras
Sobra só o desespero de ver tudo mudar
Talvez até porque ninguém mude por você

3 comentários:

poly disse...

QUE TABEFE!

Mariana Tiné disse...

Homonima mais linda!!!
Sempre cheia de sentimentos, hein!!??

Beeeijo

Patryk Melo disse...

=)

BOM FDS!!!

Bjaum!