terça-feira, 4 de novembro de 2008

Reflexão

Ultimamente eu tenho parado pra pensar um pouco mais na minha vida... pensar em várias coisas em vários aspectos.
Muitas vezes me sinto infeliz por não ter isso ou aquilo ou aquela pessoa, por as coisas não serem como eu gostaria que fossem. E realmente, minha vida não é nem um pouco como eu desejo, mas se fosse qual graça teria? Acho que o sentido da vida é esse... buscar a perfeição, a felicidade. Acho que não existe o “feliz pra sempre”, a gente morre tentando isso, e por mais que consiga alcançar os objetivos que um dia almejamos, aos poucos vão surgindo outros.
Se eu pudesse neste exato momento eu mudaria muita coisa, aperfeiçoaria o que já tenho. Não sou 100% feliz, pra isso ainda falta muito. Mas sou feliz, não posso dizer que não sou, sinto falta da vida que já tive, da minha infância, de quando as coisas eram mais fáceis, das pessoas que não estão mais aqui, de quando estive apaixonada e era correspondida. Essas coisas não voltam, mas se renovam. Nada se substitui, mas se soma. Os momentos e as pessoas boas não se esquecem.
Tenho amigos verdadeiros (e estou conhecendo outros)
Tenho uma família linda (e ainda vão nascer outros)
Tenho amores inesquecíveis (e virão outros)
É como diz aquela frase... “Não tenho tudo que (ou quem) amo, mas amo tudo o que tenho”.

Um comentário:

Patryk Melo disse...

"É preciso muito pouco para ter paz. A consciência desenvolvida vai encontrá-la nas cercanias do próprio ser; a consciência egoística só a vê bem distante, a envolver os seres que estão longe, além dos seus limites. Esta paz distante se esborracha no chão da realidade, quando dela nos aproximamos. Tem ela o brilho de um cromo, que esconde a sujeira do local. Quando o ser olha para frente e encontra motivos para viver e fazer viver, bate de frente com a paz; quem o vê, quase sempre não compreende que está ele em paz. Essa paz, portanto, não pode ser perturbada.
A receita da paz é a fórmula de desenvolvimento da consciência. E esse desenvolvimento pode começar agora mesmo."

esse eh um dos textos de André Luiz. Achei legal e escrevi aq pa vc!!!

bjaum e te cuida!!

Patryk