segunda-feira, 4 de maio de 2009

A difícil arte de ser ser bom (Parte 1)

Vou postar uns trechos de um livro que to lendo chamado "A difícil arte de ser bom", as palavras falam por ele. Recomendo a todos!

"Ser bom é bom, mas nem sempre é muito fácil. E o mais das vezes também não é muito agradável: nem sempre aqueles a quem beneficiamos nos respeitam. Muitíssimas vezes os inescrupulosos tiram proveito de quem lhes deseja fazer algum bem. E extamente por saberem que quem é bom joga sempre com as mãos limpas, os maus são cheios de truques e crueldades. E essa é, talvez, a razão porque o mundo está cheio de pessoas que concordam em ser boas até certo ponto. Ser bom demais quase ninguém quer, porque ser bom demais é sinônimo de ser tolo. A isso chegamos (...)
O elogio verdadeiro é ato de amor. Quem é bom sabe elogiar. Quem é mau sempre acha o que criticar (...)
Viver é a arte de recomeçar tantas vezes quantas for preciso. Nunca porém, da estaca zero. Somos como aquele que cai, enquanto sobe, correndo, uma escada. Cai pra cima e recomeça mais acima. É assim a vida de quem sabe porque vive!"

4 comentários:

Rodrigo disse...

Ser bom realmente não é fácil, fácil é ser ruim, não prestar atenção em todos que nos rodeiam, por isso que o mundo está desse jeito.
Mas ainda bem que existem pessoas como você, com o coração puro e cheio de bondade!
Por essas e outras que você cativa tanta gente (principalmente este que vos escreve)!

Abraço (bem) apertado!

Patryk Melo disse...

Olá menina "quase" boa... =P

a busca pela bondade deve ser eterna. Procurando sempre melhorar e aperfeiçoar!!

te cuida p ficar boazinha logo!!

bjos!!

Ciza Campos disse...

Olá. Gostei de suas idéias. Você tem a Referência completa do livro, isto é, autor, editora e ano de publicação?
Aracy Campos

Ciza Campos disse...

Olá. Gostei de suas idéias. Você tem a Refer~encia completa do livro, isto é, autor, editora e ano?
Aracy Campos