quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Nós


Desde sempre aprendemos a conjugar os verbos nas pessoas "eu, tu, ele, nós, vós eles", mas nunca paramos pra pensar (pelo menos eu) no que significa cada "pessoa". Tenho pensado muito no que significa o NÓS.

Dependendo da frase que usamos, o nós pode ser o pronome pessoal, ou o plural de nó. Duas coisas completamente diferentes... será?

Só existe um nó se pegarmos duas pontas e entrelaçarmos de forma que isso não desate. Só existe o nós se duas pessoas se juntam através de uma amizade, amor, carinho, etc... e a partir do momento em que essas pessoas se separam não existe mais o nós, existe o eu e o ele.

Quando um nó desata existem várias explicações para isto. O nó pode não ter sido bem feito, as pontas podem ter se desgastado com o tempo, ou cada ponta seguiu um lado contrário com tanta intensidade que o nó se rompeu.

Da mesma forma se dá com o nós pronome. Se as duas "pontas" se juntam através de um sentimento superficial, é apenas uma questão de tempo para esse nós se romper. Esse nós, para que seja bem feito, deve haver cumplicidade, um conviver, ou seja viver com. É aceitar que as pontas podem ter diferenças, mas que isto não é impecilho para que o nós seja cada vez mais forte.

Esse nós não pode seguir para lados opostos, pode até ser de materiais diferentes, mas da mesma forma que nó é feito de duas partes que se tornam uma só, esse nós tem que caminhar para um mesmo lado. Se uma ponta puxa mais que a outra, tem-se que saber equilibrar, para que assim, esse nó não se rompa nunca!!

Um comentário:

Patryk Melo disse...

pois eh...

o equilíbrio eh mto importante!!!

bjo pra tu, menina da "ladeira"

=]