segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Mônica embaixadora da UNICEF


Texto de "A coluna invertebrada de Danilo Gentili"

Sabia qua já fazem dois anos que a Unicef elegeu a Mônica como sua embaixadora no Brasil? A Mônica deve ter ficado irritada, pois odeia que insinuem que ela é baixa.

Eleger a Mônica como embaixadora foi uma atitude muito inteligente da Unicef. Eles pensaram:
- Nós somos contra o trabalho infantil. Nada mais certo, então, que nomear para o cargo uma criança de sete anos.

O próximo passo da Unicef é nomear o Chaves para Ministro da Habitação. E o Tio Patinhas para ser o responsável pela justa distribuição de renda.

Com que moral uma menina que só sai de casa de minissaia vermelha e calcinha aparecendo vai combater a prostituição infantil?

Imagino a forma como a Mônica vai resolver as coisas com as crianças problemáticas do mundo:
- Se alguma criança da Somália insinuar que sou gorda, dou uma coelhada nela.

Quem achou que a Mônica está apta a ajudar as crianças do planeta? Ela não consegue nem ajudar a sua melhor amiga a largar a maconha. Por que acha que a Magali come, come e não engorda? É larica de maconha aquilo. E o Cebolinha também dá uns pegas, por isso de vez em quando ele vê o louco aparecendo pra ele... Com certeza, quem passa o fumo pra eles é o Rolo, amigo da Tina.

A mônica não é a primeira personalidade baixinha e cabeçuda a ser a embaixadora da Unicef no Brasil. O Didi também já ocupou o cargo.

Um comentário: