domingo, 31 de julho de 2011

Uma louca tempestade


Eu quero uma lua plena
Eu quero sentir a noite
Eu quero olhar as luzes
Que teus olhos não me têm deixado ver
Agora eu vou viver
Eu quero sair de manhã
Eu quero seguir a estrela
Eu quero sentir o vento
Pela pele um pensamento me fará
Uma louca tempestade
Eu quero ser uma tarde gris
Eu quero que a chuva corra sobre o rio
O rio que por ruas corre em mim
As águas que me querem levar tão longe
Tão longe que me façam esquecer de ti...

(Música interpretada por Ana carolina)

Foto do município de Garanhuns - PE, tirada por mim

sábado, 9 de julho de 2011

O significado do Laço


Porque desde que ganhei meu laço ele não saiu mais do meu pescoço, para sempre eu me lembrar destas palavras que vieram juntas com ele!

Dizem que é de Mário Quintana...

"Meu Deus, como é engraçado
Eu nunca tinha reparado como é curioso um laço, uma fita dando voltas
Enrosca-se, mas não se embola, vire, revira, circula e pronto:
Está dado o laço!
É assim que é o abraço
Coração com coração, tudo isso cercado de braço
É assim que é o laço
Um abraço no presente, no cabelo, no vestido, em qualquer coisa onde o faço
E quando puxo uma ponta, o que é que acontece?
Vai escorregando, devagarzinho, desmancha, desfaz o abraço
Solta o presente, o cabelo, fica solto no vestido
E, na fita, que curioso, não faltou nenhum pedaço!
Ah, então é assim o amor, a amizade, tudo que é sentimento
Como um pedaço de fita
Enrosca, segura um pouquinho, mas pode se desfazer a qualquer hora
Deixando livre as duas bandas do laço
Por isso é que se diz 'laço afetivo', 'laço de amizade'
E quando alguém briga, então se diz: 'romperam-se os laços'
E saem as duas partes, iguais meus pedaços de fita
Sem perder nenhum pedaço
Então o amor e amizade são isso
Não prendem, não escravizam, não sufocam
Porque quando vira nó, já deixou de ser um laço!"