terça-feira, 16 de agosto de 2011

Amor bom é amor fácil


"Amor bom é amor fácil"...

Embora eu já tivesse ouvido essa frase outras vezes, desde que a ouvi pela última vez semana passada já pensei em muitas coisas a esse respeito. É como ler um livro mais de uma vez em idades diferentes, a maturidade e a vivência mudam com o tempo, com isso a interpretação também.

Acho que toda pessoa já sonhou com "o" grande amor da sua vida. Algumas já tiveram vários deles, algumas ainda sonham. Acho que toda essa influência de filmes, novelas, séries, onde um casal sofre um verdadeiro calvário até conseguir chegar no "viveram felizes para sempre", faz a gente pensar que tem que viver o mesmo. Que tem que sofrer, passar por provas, pra chegar no final feliz. Eu realmente acreditava nisso, hoje, nem tanto.

Na ficção isso só existe pra prender a atenção do telespectador, que sempre torce pela felicidade dos protagonistas e fica esperando o momento em que isso vai acontecer.

Na minha opinião as desavenças, as brigas e os desentendimentos fazem parte de toda e qualquer relação, seja de um parceiro, amigo, irmão, pai, mãe, etc... Ninguém é igual nesse mundo, até irmãos gêmeos são completamente diferentes, então óbvio que ninguém precisa concordar com tudo. Mas quando isso vira rotina, quando vira hábito, ai já é algo a se pensar. Minha mãe me disse uma vez que a gente tem que pensar num relacionamento como uma balança, onde os lados têm que estar sempre equilibrados, ou seja, você tem que impor e ceder, quando você impõe mais do que cede e vice-versa esse relacionamento não é saudável, pra nenhuma das partes.

E é exatamente isso que me faz pensar na frase "Amor bom é amor fácil". Isso quer dizer que você impõe e cede de forma natural, saudável. É você fazer tudo pensando no bem estar dos dois e não em um só. É você ter prazer em ceder sua vontade pelo outro, é você impor e ter uma resposta positiva, sem precisar ter que explicar, implorar, argumentar. É ser fácil estar ali, a qualquer momento e ser fácil ter isso de volta.

O amor faz você se sentir um ser humano melhor, mais feliz, mais realizado. Se você não tem isso, não sente isso, será realmente amor?

Final feliz é só na ficção. Na vida real é início, meio e fim felizes!

7 comentários:

Angel Queiroz disse...

Concordo e muito contigo...
o amor é algo sem explicação, ele deve ser vivido para ser compreendido e nunca será repetido com a mesma intensidade.

Aline V. disse...

Verdade Mari... meu amor não é muito fácil não, mas é a distância que impõe isso, de resto é amor fácil sim...

Bem melhor qdo é amor fácil... é péssimo ficar brigando a todo momento, não se entender em momento nenhum...

Todos os amores certos deveriam ser fáceis...

=)
Beijão querida

Juliana Brasil disse...

Adoreii o blog, achei sem querer e gostei muito. Parabéns =)

TAMY disse...

gostei do teu modo de ver o amor,, amor realmente não tem explicação..
e só quando não tem nenhuma coerência que de fato é o inexplicável amor

debora geovana disse...

acho que vivo esse amor sem explicação!!!! ébom amar supera problemas enorme
bjão

Cantinho da Edna disse...

lindo seu blog!passei por acaso e li um pouco amei!!parabéns ! visite o meu tbm vamos ser amigas?!um beijão da vovó Edna!!!Deus t ABENÇOE!!!

Francisco disse...

Estou de acordo, neste momento estoy ña fase de conseguir um ( Final Feliz) pois amo demasiado a pessoa em questao, sinto que ña primeira tempestade nao se debe abandonar o barco...e a minha opiniao.o meu blogue e bem a prova....

Ha Solucao para tudo ate segundas oportunidades, ha que saber despertar de novo os sentimentos, e deixar a pergunta no ar; hembras-te porque me amavas????

Mcpts
Francisco